Suspeito de agredir mulher por querer 'comer cocadas' é liberado em SP

Suspeito, preso em flagrante em Barra do Turvo, SP, foi liberado após passar por audiência de custódia.

Mulher é espancada pelo marido após esquecer de comprar ralador de coco em SP Divulgação/Polícia Rodoviária Federal A Justiça concedeu liberdade ao suspeito de agredir a esposa após uma discussão motivada por um ralador de coco em Barra do Turvo, no interior de São Paulo.

Mesmo após a Polícia Civil pedir a conversão do flagrante em prisão preventiva, o agressor, um homem de 25 anos, foi liberado para responder ao crime em liberdade.

Conforme apurado pelo G1, o suspeito foi solto após passar por audiência de custódia.

Segundo informações da Polícia Civil, um dos motivos apontados para a prisão preventiva se dá por uma condenação prévia do suspeito, também por violência doméstica, ocorrida em um relacionamento anterior.

O pedido, no entanto, não foi acatado pela Justiça. A Polícia Civil afirma, também, que os investigadores aguardam os resultados dos exames de corpo delito da vítima, esposa do agressor, realizados pelo Instituto Médico Legal para confirmação das lesões causadas pelo suspeito. Apesar das agressões, a vítima recusou as ofertas da Polícia Civil de medidas protetivas contra o marido.

O caso foi registrado como lesão corporal qualificada na Lei Maria da Penha e segue sendo investigado na Delegacia de Polícia de Barra do Turvo.

Relembre o caso O suspeito foi preso em flagrante, na noite da última terça-feira (30), após denúncias de que ele agredia uma mulher no acostamento da Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), próximo ao Km 528, na altura de Barra do Turvo.

Ao chegar no local, as equipes da Polícia Rodoviária Federal separam o agressor da vítima e constataram de que se tratava de um casal.

Questionada sobre as agressões, a mulher, uma dona de casa de 46 anos, afirmou que tinha levado um soco do marido após uma discussão entre ambos.

Ela revelou aos policiais que ele havia se alterado após ela falar que havia esquecido de comprar um ralador de coco.

O objeto seria usado para fazer cocadas para ele.

O suspeito confirmou a versão da mulher.

A dona de casa foi socorrida a uma unidade de saúde enquanto o homem foi preso e levado à delegacia de polícia para o registro da ocorrência, onde permaneceu preso até a audiência de custódia.

Categoria:SP - Santos e Região